Há 16 horas on 24 Abril 2014 @ 1:30pm + 13.731 notas
via lambe-meu-mamilo (originally ela-diz-amor-deactivated2013040)

NAO OLHA PRO LADO q eu to passando e vc corre um grande risco de se apaixonar

Há 3 dias on 21 Abril 2014 @ 4:14pm + 7.679 notas
via s-incronizando (originally fabrica-de-orgasm)
Há 3 dias on 21 Abril 2014 @ 4:05pm + 5.220 notas
via t-a-q-u-i-c-a-r-d-i-a (originally romeuetjuliette)
Se lembra quando a gente, chegou um dia a acreditar que tudo era pra sempre? Sem saber, que o pra sempre, sempre acaba.
Cássia Eller.   (via t-a-q-u-i-c-a-r-d-i-a)
Há 3 dias on 21 Abril 2014 @ 4:05pm + 776 notas
via autorias (originally scripturas)

Eu já tenho calos nos pés do quanto eu andei por você. E eu daria mais dois passos, assim como andaria mais mil milhas. Eu chegaria aonde ninguém chegou. Eu iria aonde ninguém foi. Eu me perderia. Eu te acharia em mim, ainda que não me restasse quase nada. Porque você é a minha parte perpétua. É o pouco que tenho de ti que nunca vai me deixar vazia. É você que me faz infinita.

Eu já tenho calos nas mãos do quanto que te escrevi. Eu te contei toda a minha vida. Eu te disse que antes de você eu só existia, e você sequer soube que me fez viver. Porque eu nunca te mandei nenhuma carta, nenhum rabisco que fiz enquanto falávamos ao telefone e eu lembrava dos seus cílios curvados. Você não tem nada de mim. Você não tem nada. E ainda assim, você é tudo. Tudo de mim que restou.

Eu já tenho calos no peito de tanto amar errado. Porque eu te amei, e você nunca aceitou o amor como presente. Você nunca se fez presente, desde quando confessei que tua ausência me matava. Então eu fui morrendo, enquanto você nem me ligava. E por mais que o telefone tocasse, nada mais me tocava. Nem tuas mãos, nem nada.

JC. (via autorias)
Há 3 dias on 21 Abril 2014 @ 3:53pm + 33.624 notas
via promisse (originally chamando192-deactivated20120710)
Mas como diria minha mãe “quando essa menina decide uma coisa…
Tati Bernardi     (via promisse)
Há 3 dias on 21 Abril 2014 @ 3:52pm + 1.191 notas
via autorias (originally scripturas)
Estou bem. Sim. Bem ferida. Bem exposta. Bem dolorida. Por dentro bate um coração cheio de cicatriz. Por dentro, um poço cheio de lama. Por dentro, saco furado, tudo ficando vazio. E eu, estou bem. Bem aos cacos. Bem rasgada. Bem feliz, como todos veem. Bem dentro de mim, como por sorte, ninguém pode ver. Estou aqui, em pé o dia inteiro, sorrindo, enquanto minha alma senta atrás daquela porta e é esmagada toda vez que ela se abre. E ela se abre o tempo inteiro. E tenho que desejar bom dia, que sejam todos bem vindos, que não reparem o caos, que nadem em minhas sobras e sintam-se todos muito a vontades. no fim, estou bem. Bem saturada. Mas bem. Como tem que ser, e parecer. Afinal ninguém se abala. Nem eu. Porque a dor é normal e eu continuo sendo mais um no mundo.
JC. (via autorias)
Há 3 dias on 21 Abril 2014 @ 3:52pm + 24.729 notas
via lambe-meu-mamilo (originally sex-s)

Às vezes temos que esquecer o que queremos, para entender o que merecemos.

Há 3 dias on 21 Abril 2014 @ 3:51pm + 2.281 notas
via autorias (originally autorias)
Tinha um jeito que era só dela, um jeito particular mas que todos conheciam, aquele jeito que você não esqueceria. Seus olhos, sua boca, seu toque, seus jeitos e manias… Quando irritada se dizia, mas que com toda graciosidade não parecia, era ela, o motivo de minhas insônias, era ela, tinha nome.
Fred Medeiros. (via autorias)
Há 3 dias on 21 Abril 2014 @ 3:51pm + 16.680 notas
via w-iz (originally jaclynsovern)
Há 3 dias on 21 Abril 2014 @ 3:50pm + 1.167 notas
via c-i-g-a-r-r-o-s (originally vinterblod213)
Há 3 dias on 21 Abril 2014 @ 3:50pm + 132 notas
via arigatoukakashi (originally we-are-akatsuki)
Há 3 dias on 21 Abril 2014 @ 3:50pm + 8.280 notas
via w-iz (originally medicatedsuicide)
Há 4 dias on 20 Abril 2014 @ 3:28pm + 19.706 notas
via p-a-r-a-n-0-i-d (originally s-epulture)
Há 4 dias on 20 Abril 2014 @ 3:07pm + 1.873 notas
via doistonsdeamor (originally orquestre)
A saudade bateu,
acabei sendo espancado.
Orquestre (via doistonsdeamor)
Há 4 dias on 20 Abril 2014 @ 2:58pm + 139 notas
via oposicoes (originally oposicoes)
Sinto saudades.
Clara Nascif, Oposicoes   (via oposicoes)